Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Sem qualquer tipo de demagogia barata: derrotados mas orgulhosos. Valeu demais Hawks!!

Uma série histórica.

Muitos dizem que o ápice de adrenalina e emoção de uma competição esportiva, é um Overtime de um jogo 7 de uma série de playoffs de uma Stanley Cup. Sinceramente de todos os anos que acompanho hockey e torço para os Blackhawks, eu ainda não havia tido a chance de comprovar isso na pele de maneira tão real.

Os Blackhawks já protagonizaram jogos emocionantes demais e não precisamos ir muito longe para lembrar. Ano passado o sensacional jogo 5 contra o Nashville, quando matamos um PP de 5 minutos (com um gol SH inclusive a 13 segundos do fim com Kane), para logo em seguida fazermos na prorrogação o gol da vitoria com Hossa. Obviamente não há como esquecer o gol do titulo no OT tambem de Kane no jogo 6 contra os Flyers.

Mas não sei explicar por quê. Ontem havia algo diferente no ar. Como oitavo lugar, enfrentavamos o primeiro, que por sua vez havia feito a melhor campanha da regular season entre todos os 30 times da Liga. Este time por sua vez se chama Vancouver Canucks, os odiaveis Canucks, que por sua vez foram eliminados nos ultimos 2 anos por nós em playoffs. E que por sua vez abriram 3 x 0 na série que todos (inclusive eu) deram como liquidada ha pouco mais de uma semana atrás.

Após 3 vitorias espetaculares, igualamos à série. Sendo que o jogo 6 tambem ja haviamos vencido no Overtime.

O pico de adrenalina e emoção ainda estava por vir. Vancouver e provavelmente quase todos os amantes de hockey pelo mundo a fora pararam para ver esse jogo que tinha todos os ingredientes possiveis e imaginarios de que iria dar no que deu: TENSÃO TOTAL.

Eles saíram na frente, fazendo 1 x 0 no inicio do jogo e assim ficou ate o terceiro periodo, onde logo no inicio Burrows (que havia feito o gol) teve um Penalty Shot a seu favor, parado pelo surpreendente e espetacular Corey Crawford (que temporada desse rookie). Mas a 3 minutos do fim, para parar um contra-ataque, Keith aplicou um hooking e Vancouver iniciaria ali um power play que falatamente aniquilaria qualquer chance dos hawks continuarem sonhando com o bi campeonato. Mas os Hawks não se entregam, Johnathan Toews não se entrega. O jovem capitão não tem o perfil de se dar por vencido até que a guerra termine.

Ontem foi meu aniversário. Como presente de aniversário, de brincadeira pedi a minha esposa que ela torcesse para os Hawks junto comigo e ela levou a brincadeira a sério. Após jantarmos em casa mesmo, o jogo começou e ela caiu no sono no sofa da sala onde eu assistia a tudo. No inicio do terceiro periodo eu a acordei pra irmos pra cama e eu assistir o ultimo periodo ja deitado no notebook. Ela decidiu então que dali em diante torceria junto comigo e vestiu uma camisa do Vasco (ela é Botafogo), pois não achou no armario sua camisa dos Hawks. Segundo ela, pra ela Hawks e Vasco são a mesma coisa. Faz sentido.

Pois bem, voltando a Johnathan Toews. Quando a 3 minutos do fim Keith foi para o penalty box, virei para minha esposa e disse: "acabou, perdemos". Ela sem entender muito bem as regras do jogo e sem conseguir enxergar o puck (mas não por isso deixando de torcer loucamente), virou-se e disse: "pq pessimismo porra?? vamos empatar com um a menos!". Naquela altura do campeonato, achei o maximo ela dar essa força, mas sinceramente já estava conformado. Mas Toews não se conforma e nunca deixa de aplicar um esforço sobrehumano pra conseguir as vitorias. Com um a menos, a 1:40 do fim, o capitão fez uma jogada passando no meio de dois marcadores e passou pra Hossa que chutou. No rebote, deitado no chão, Toews empurrou pro gol, pra desespero absoluto da Rogers Arena. Tenho certeza que Chicago inteira não gritou mais alto do que eu e Lidia. Inacreditavel esse gol....veio o filme do jogo do Nashville ano passado na cabeça. era perfeito demais acontecer tudo novamente, dentro de Vancouver, num jogo 7, contra os Canucks. Seria demais, mas não foi.


Já na prorrogação, tivemos um PP a favor logo no inicio. Sharp, após assistencia de Toews teve a maior chance de todas mas o puck parou em Luongo. Na sequência Campoli e Burrows fizeram o que todo mundo já sabe.

Depois de uma temporada de altos e baixos, de sequencias de derrotas , de uma sequencia espetacular de 8 vitorias, se contusões, de recuperações, de um goleiro rookie virar estrela, de uma temporada pseudo acabar contra os Wings, de uma tempoarada ressuscitar através dos Wilds, de eu estar no vestiario do UC, de ver um panlty shot de stalberg bater em 3 traves e não entrar, de ver Turco apostar 5 dolares com um fã, de ver Coach Q quase empacotar, de ver os Hawks serem recebidos por Obama na Casa Branca, de ver Kane lançar novamente seu mullet bizarro, de ver Bolland mostrar o jogadoraço que é, de ver Sharp ser MVP no ASG e bater seu recorde de gols em uma temporada, deu ser chamado de sick por Dunca Keith por sair do Brasil e ir ver um jogo dos Hawks (rsrsrs), de ver Luongo ser sacado em dois jogos seguidos e ser barrado no jogo subsequente de um playoff, de empatarmos uma série após estarmos perdendo de 3 x 0 ganhando o jogo 6 no OT, de num jogo 7 ver o que vimos....a temporada chega ao fim.

Que ano louco e intenso. Uma temporada pra provar mais uma que torcer pros Blackhawks é muito bom. Adrenalina e superação pra esse time não falta. Saímos de férias de cabeça muito erguida, sem qualquer tipo de demagogia. O time foi um exemplo de que no esporte (e pq não na vida) deve-se lutar até o fim, mesmo quando tudo e todos acham que não dá mais. Na vida é preciso reconhecer os que muitas vezes alguns dão seu máximo, se esforçam no limite mas acabam não vencendo. Uma coisa é ser conformista, outra coisa é ser digno de dar o mérito pra quem lutou de forma sobrehumana mas não venceu. A vida é assim. O esporte mais ainda! Até temporada que vem! Valeu a todos que trocam sempre idéias por aqui!!

"Sem saber que era impossível, ele foi lá e fez" (autor desconhecido)

Finalizo com o post de Pierre LeBrun da ESPN

The Hawks have nothing to apologize for. They can head into the offseason with their heads held high. They gave the best team in the NHL absolutely everything they could handle and went out like a true champion.

"We were up 3-0 against an eighth-seeded team, but that wasn't an eighth-seeded team we were playing," said Kesler. "They were injured for most of the year. They were the Stanley Cup champions. It took a lot for us to defeat them. They have a lot of character on that team."

With his pads still on for a good half hour after Burrows scored, Crawford sat slumped in his stall, wondering "what if." Hey kid, don't beat yourself up; you're the reason the Hawks even had a chance in Game 7 thanks to your 36 saves.


domingo, 24 de abril de 2011

Here come the Hawks...

Que jogo...
Algo me dizia que tudo que aquilo que toda a imprensa falou nos ultimos dois dias de nada ia valer. Todos diziam que a atmosfera era toda do Chicago, que os Canucks estavam "in trouble" e que tudo dizia que os Hawks iriam atropelar novamente. Um massacre realmente não aconteceu....mas mais um capítulo de uma história espetacular escrita pelos indios de Chicago tomou forma há pouco no United Center.

O primeiro ingrediente da noite foi o fato de Luongo ter sido barrado, dando lugar ao reserva Schneider, que apesar de ter jogado bem quando escalado durante a regular season, iniciava pela primeira vez em um jogo de playoffs.

Após sairmos perdendo, empatamos ainda no primeiro período com Bickell após um hit cavalesco do mosntro e dono da série até agora Dave Bolland.

Eles fizeram 2 x 1 após uma falha de Campoli mas empatamos mais uma vez com Bolland, após assistencia de Kane, que roubou o puck atrás do gol.

Eles mais uma vez pularam na frente com o odiável Bieksa. Mas num Penalty Shot, Frolik (que por sinal esta jogando um absurdo nesta série) empatou em 3 x 3. Sua gingada na frente do goleiro na hora do gol, fez com que o mesmo se lesionasse. Foi quando por ironia do destino, Luongo entrou. Não tinha jeito, era ele que precisava tomar um gol no OT, para que levassemos a série para o jogo 7.

O jogo tomou contornos dramáticos quando no overtime os dois times perderam varias chances num inicio eletrizante da prorrogação. Quando tudo parecia caminhar para o segundo OT (não deixando de comentar o hit humilhante de Bickell em Bieksa, onde esse ficou literalmente ajeitando o queixo após se levantar), Hossa fez uma jogada sensacional na ponta esquerda, que resultou num chute de Hjalmarsson e gol da vitória do rookie Ben Smith no rebote. Histórico, épico, emocionante. Tudo isso resume o que os Hawks estão fazendo nessa série contra o grande rival Vancouver. Todos nos deram como mortos e acabados. Mas não estavamos e agora vamos pra cima deles buscar algo que ja tinham nos roubado: a chance e a confiança de que podemos ir adiante com o sonho do bicampeonato.


Terça-feira, as 22:00 do Brasil, teremos a chance de fazer o que apenas 3 times fizeram na história da NHL: vencer uma série de playoffs após estar perdendo de 3 x 0. No nosso caso, pra ficar mais pesado tem o fato deles terem sido o melhor time da temporada (com a defesa menos vazada inclusive). Na amizade...se fizermos isso, eu temo pela sanidade mental dos torcedores e jogadores de Vancouver, acho que dessa vez eles pancam de vez.

PS1: Viva Dave Bolland, até agora reinando como checker da 1ª linha dos Canucks (H.Sedin-Burrows-D.Sedin).

PS2: o vencedor do jogo 7 pegará o Nashville, que vencemos ano passado na primeira fase dos offs ano passado. Outro dejavour?

PS3: Tenho que ser honesto, na manhã seguinte após o terceiro jogo, mandei um SMS para meu irmão (torcedor dos Wings) dizendo: "Vamos ganhar a proxima pra pelo menos sair com dignidade, com o Luongo desse jeito, os Canucks não perdem de ninguém". O mundo dá voltas...o golaço de Bryan Bickell a 1 minuto de jogo do jogo 4 deu início a algo que duvido que mais de meia pessoa acreditaria ser possível acontecer. Até Luongo já foi barrado nesse meio tempo. Bolland voltou. Seabrook foi e voltou. Keith voltou a jogar como melhor defensor da Liga. Hossa deu as caras. Agora já era, já está acontecendo, não tem volta!! Só falta 1!!

PS4: Transcrição de meu post há exatos 7 dias, após o terceiro jogo: "Tá foda...mais uma vez o Luongo agarrou demais e fez defesas impossiveis. Ele esta fazendo a diferença definitivamente. Nos 3 jogos até agora jogamos bem e pressionamos demais, mas as luvas do goleiro canadense parecem estar com super bonder". No esporte tudo é possivel!

Go Hawks!!!!!!!!!!!
abs e boa semana

quinta-feira, 21 de abril de 2011

2º milagre tem dois nomes: Duncan Keith e Marian Hossa...que vareio!!

É senhores...
Os Hawks decidiram de vez jogar hockey adultamente. Demos uma senhora surra nos Canucks em pleno Vancouver e acho que eles sentiram o golpe. Ainda no segundo periodo muitas cadeiras do ginásio já estavam vazias e quem ficou até o fim saiu rouco de tanto vaiar.

No ultimo post, após o jogo 4 eu havia dito que uma vitoria por 7 x 2 num playoff muda muita coisa, e de fato mudou. Com uma rivalidade tão grande entre os dois times, me parece que o vareio de 7 no ultimo jogo não só abalou os canucks como também devolveram toda confiança que os atuais campeões da SC precisavam pra iniciar uma virada que tem tudo para ser histórica caso se concretize.

Entramos no gelo hoje decididos a vencer convincentemente, o que de fato aconteceu. Os irmãos baitolas Sedin e seus amiguinhos frutinhas não viram a cor do puck e tiveram que se contentar em ver Luongo ser sacado pelo segundo jogo seguido após ser fuzilado com pucks embaixo de suas balizas.


Agora voltamos ao UC cheios de moral e teremos que fazer valer a força de nossa torcida pra continuar uma escalada que parecia impossível...pra depois sim, jogar o jogo 7 em vancouver com toda a pressão psicológica em cima deles. Mas, calma. O proximo jogo será perigoso demais!! mas que temos o momento todo a nosso favor, não há ser humano na Terra que não reconheça isso. Nossos gols foram marcados por Duncan Keith (2 vezes), Hossa (tambem 2 vezes) e Kane.

Duncan Keith chegou a 4 gols na série e anotou tambem duas assistências no jogo, sendo eleito o melhor do jogo. Hossa além de seus dois gols, anotou tambem uma assistência...que partida fez Hossa. A terceira estrela do jogo obviamente foi Crawford, que não foi vazado e fez várias defesas fantásticas.

A bem da verdade o jogo foi um massacre se lembrarmos que ainda perdemos dois breakaways com Sharp. Campbell jogou muito e deu um hit humilhante em Daniel Sedin que caiu de peito no chão. Brouwer em um fighting provou mais uma vez que tem a mão pesada e acertou uma bela direita no meio da fuça de Bieksa, toma otario!!


Agora é hora de controlar a energia e empolgação, e usá-la a nosso favor. Marcar 12 gols em dois jogos seguidos de playoffs, após estar perdendo a série por 3 x 0, contra o time de melhor campanha, saindo de um 5 x 0 na casa adversária e tendo pela frente um jogo 6 em casa....belo cardápio.

obs: duvido que eles já não estejam se perguntando: "será que acontecerá de novo?"

obs2: Seabrook não jogou novamente, sendo substituido por Scott que fez um bom jogo. Acho ate se Seabrook voltar, Scott deve permanecer. Seu tamanho e psicopatia intimidaram os canucks nas ultimas duas partidas.

obs3: 3 gols saíaram de jogadas em que tinhamos um jogador atrapalhando a visao do goleiro deles. A tatiuca que deu tanto certo ano passado contra eles, finalmente esta sendo explorada pelos Hawks.

obs4: Linhas de hoje:
kane-Toews-Stalberg
Hossa-Smith-Sharp
Frolik-Bolland-Bickell
Brouwer-Johnson-Kruger

obs5: mais uma vez após o jogo, nosso capitão #19 declarou que a não suspensão de Torres após o jogo 3 mexeu demais com os brios do time que não vão abrir mão dessa virada de jeito nenhum. Animadora essa postura.

Domingo 19:30 (Brasilia)....lugar de trocedor dos Hawks é no UC! Quem me dera rsrsr

Abraços, a maré virou!!!

terça-feira, 19 de abril de 2011

1ª parte do milagre tem nome: Dave Bolland

Se tinhamos que botar fogo na série, mexer com os brios da torcida e jogadores, isso aconteceu: placar de 7 x 2, com a pancadaria rolando solta, penalties de tudo quanto é jeito pra todo lado e uma noite perfeita de Dave Bolland (1G, 3A) que voltou ao time após mais de um mês fora com uma concussão. Agora está 3 x 1 pra eles.

Os gols foram marcados por Bickell, Campbell, Keith, Bolland, Frolik (que tambem deu duas assistências) e dois de Sharp (ambos em PP´s). A terceira linha foi perfeita, com os 3 jogadores marcando gols e anotando trocentos pontos (Frolik-Bolland-Bickell).

Que partida fez Bolland. Jogou muito e mostrou a falta que fez...de quebra sua volta ainda permitiu que Frolik voltasse a ser ala, o que fez este tambem subir muito de produção. Enfim, cenário novo e energia renovada. Detalhe tambem para o golaço de Bryan Bickell.

John Scott, como eu havia previsto, entrou no gelo pra distribuir bordoadas, mas não conseguiu encontrar ninguem que tivesse a coragem de lançar um Fighting Major com ele. Na grande browl que rolou logo após o sexto gol dos Hawks, no inicio do terceiro periodo, Scott tirou as luvas e o capacete e ficou chamando quem quisesse vir, mas ninguem veio, cena surrealmente engraçada!!!! Nem o malandrão Bieksa veio....nao boa, estava na cara que o Scott ia entrar com esse intuito no jogo de hoje. Depois de tomar uma penalidade de 10 minutos, Scott voltou ao gelo e em um faceoff, quando estava prestes a começar uma briga com o Torres (ahhhhh como eu queria ver essa briga, pois foi esse Torres que deu o hit sujo no Seabrook que o tirou desse jogo inclusive), os juizes por precaução ejetaram os dois.

A chapa vai esquentar no quinto jogo, que rolará quinta-feira em Vancouver. A série agora virou coisa de gente grande e a rivalidade que parecia estar morna agora reacendeu de vez. Duncan Keith após fazer seu gol ainda sacaneou algum baitola do time deles, isso é playoff porra!!!

Vamo pra cima desses fdp´s. Eles são favoritos por jogarem em casa, mas se ganharmos o proximo jogo, o sexto jogo é no UC e aí eu acho que pode complicar seriamente pra eles. Eu acho que ganhar hoje era importante...mas meter um 7 x 2 foi algo que deu uma outra cara à série. Foi desmoralizante ver Luongo ser sacado após tomar 6 no balaio. A foto abaixo do hawk-maníaco Vince Vaughn axincalhando o sosia do Valdivia é espetacular, justamente no momento que ele está sendo trocado.


Foi um massacre. O proximo jogo é chave, se perdermos, saimos de férias. Se ganharmos, a gordinha da foto do post de ontem já perde uns 15 quilos a menos e já começa a ficar um filezinho rsrs.

ps: se lembrarmos tudo que Bolland fez na série do ano passado contra os Canucks, é animador pensar que o teremos daqui pra frente. Veremos!

Bora Hawks, porra!

abs

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Jogo 4: barril de pólvora à vista

Não está mole não meus amigos. Os Hawks vêm jogando bem, sendo muito competitivos mas está dificil vencer os Canucks na fase que Luongo anda. O cidadão está pegando até pensamento e por causa dele, vamos perdendo por 3 x 0 a série.

Após perdermos as duas na casa do adversário, jogamos ontem a noite a primeira em Chicago. Começamos o jogo de forma avassaladora, fazendo 1 x 0 no placar (Keith) e dando 16 shots apenas no primeiro periodo. Mas no segundo periodo, tomamos 2 gols em 54 segundos e cedemos o placar. Ainda nesse periodo empatamos o jogo em nosso segundo gol em power play com Sharp. Mas no ultimo periodo tomamos um gol de contra ataque e não conseguimos mais igualar o marcador.

Tá foda...mais uma vez o Luongo agarrou demais e fez defesas impossiveis. Ele esta fazendo a diferença definitivamente. Nos 3 jogos até agora jogamos bem e pressionamos demais, mas as luvas do goleiro canadense parecem estar com super bonder.

Enfim, pra continuarmos na briga pelo bicampeonato, teremos que vencer amanhã no UC a qualquer custo e partir pra Vancouver novamente e fazer o improvável, assim como os Flyers fizeram ano passado antes de nos enfrentar na grande final da Stanley Cup, após estarem perdendo de 3 x 0 dos Bruins. Sendo que no nosso caso, é mais complicado, pois ainda estamos na primeira fase dos playoffs, ou seja, ainda há um caminho longo até a SC. Mas o lance é passo a passo, vencendo amanhã, de certa forma o Vancouver jogará com uma pressãozinha nos ombros em Vancouver pra fechar a série, vamos ver.

E pra finalizar uma coisa é clara: após o sujo hit de Torres em Seabrook no segundo período no jogo de ontem, o time de Chicago ficou revoltado primeiro porque o jogador dos Canucks não foi ejetado após a jogada (se lembram do hit de Bertuzzi em Johnson ha duas semanas? foi identico! no caso, o jogador dos Wings foi ejetado e ainda foi ao vestiário dos Hawks apos o jogo pedir perdão). Hoje a direção da Liga teve a chance de se redimir e suspender o jogador (que tinha ontem o seu primeiro jogo após 4 partidas suspensos), mas não o fez. Ou seja, amanhã eu tenho absolutamente toda a certeza do mundo que John Scott fará o trabalho sujo e não dou 5 minutos de jogo pro numero 32 dos Hawks descer a porrada no imbecil do Torres, podem me cobrar. O detalhe é que Scott após vários jogos em healthy scratch, ontem foi escalado justamente pq nos dois primeiros jogos, Coach Q entendeu que não jogamos fisicamente como deveríamos.

A verdade é que não temos absolutamente nada a reclamar do time em termos tecnicos e de vontade, estamos jogando muito bem e perdendo por detalhes. Ainda dá, eu acredito. Mas sem loucuras...simplesmente à espera de um milagre.


aquele abraço!

Ps: vamos Vascão, que venha o Olaria.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Vancouver faz 1 x 0 na série

Vou aproveitar a saída pro almoço aki no trampo pq hoje ta f... !!
Num jogo extremamente físico (hits a todo tempo e jogadores se estranhando o tempo todo) os Canucks levaram a primeira partida da série por 2 x 0 e agora vamos trabalhar forte pra tentar vencer a segunda na casa deles pra jogar a pressão pro lado de lá.

Só vi o segundo período do jogo pois estava mega vidrado no jogo do vascão pela Copa do Brasil (bela vitória). No terceiro periodo eu deitei com o note pra ver o jogo e a ultima cena que me lembro tinham mais ou menos 5min jogados. Pelo visto nao perdi mta coisa depois de ter apagado, pois ja estava 2 x 0.

Pelos lances que vi , o vancouver começou atropelando e dando o maior sufoco mas a partir do segundo periodo (tres pucks na trave) só deu Hawks e demos uma verdadeira blitz. Pelo que vi ainda ha pouco, o jogo acabou com 33 shots pra eles e 32 pra nós, o que mostra o equilibrio entre os dois adversários e passa a sensação mais do que nunca de que tudo pode acontecer.

Vamos pra cima deles que ainda falta muita coisa.

abs

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Aquecendo os tamborins...

Só pra começar a apimentar o confronto. Bicho, é espetacular pegar o Vancouver de cara nos offs, melhor impossivel!!


Abaixo seguem algunas videos pra começarmos a ter o gostinho dessa batalha que temos pela frente:

1) Ja postei aki no blog uma vez e que se faz necessário nesse momento de novo...algo sobre a chelsea dagger. É a reação dos jogadores boiolas dos canucks ao ouvirem em um ipod essa musica (que toca no UC nos gols dos Hawks). Antes dele, coloco um video que mostra a comemoração de um gol no com ela.

Palavras de:
- Shane O´Brien: "nightmare...turn it off...next song please"
- Kevin Bieksa: "i dont wanna listen it any more...we know all about this song and we hate it"
- Ryan Kesler (que teve seu nariz quebrado por Andrew Ladd nos playoffs da temporada retrasada): "goal socre by numer 88 Patrick Kane"
- Steve Bernier: "i hate that song"
- Henrik Sedin: 'bad memories..."





2) History will be made - Big Buff comemorando na cara da ttorcida em Vancouver...tem que ter peito! Notem uma toalha voando atirada pela torcida no gelo rsrsr



3) Gol antologico short-handed de Bolland no playoff passado



4) Porradaria em 2009 após cotovelada de Buff em Luongo (Eager psicopata x Bieksa, Keith x Burrows puxador de cabelo bichinha, Seabrook x alguem, Burish x alguem)



Ate quarta (dia da primeira batalha em Vancouver) postarei mais videos, pra aquecermos os tamborins!! No fundo eles nos respeitam, além de termos vencido os ultimos dois conforntos em playoffs, Johnathan Toews, Duncan Keith, Patrick Sharp e Brent Soabrook nasceram no país deles. Eles sabem com quem estão mexendo...

PS: Frase do Coach Q hoje sobre o jogo dos Stars ontem: "I've never been more excited after a hockey game in my life, that I didn't participate in. I was acting like a 2-year-old or maybe a 3- or 4- or 5-year-old celebrating his birthday. It was unbelievable."

abs, faca no dente!!